iPad é o novo iPod

Quando falamos em mídia player, tocador de música e vídeo, que aparelho nos vem à cabeça? O iPod. As pessoas preferem iPod a outros tocadores de mídia. iPod virou sinônimo de categoria. Quando o iPad surgiu, assim como no lançamento do iPod, o mercado de concorrentes se movimentou e alternativas apareceram. A questão que ficou foi: as pessoas vão preferir ter um iPad dentre todos os outros tablets, assim como aconteceu com o iPod?

Esse gráfico da consultoria Robert W. Baird sobre a preferência por modelo de tablet mostra que o iPad pode ser sim o próximo sinônimo de categoria.

Leia Mais

Toda a emoção do primeiro ano da história dos tablets no mundo

Bem apontado pelo Merigo no Brainstorm #9, a coisa mais importante anunciada hoje não foi o lançamento do iPad 2, mas um vídeo que mostra o que este tablet conseguiu realizar em menos de um ano de mercado. É claro que o vídeo é uma ode ao iPad e à Apple, mas o que ele aponta é o quão poderosa é o impacto que os tablets já estão causando nas nossas vidas. Talvez a mais poderosa das revoluções tecnológicas até hoje: a soma de hardware e sistema operacional absolutamente simples de se usar, com um universo infinito de aplicações e utilidades trazidas para nós pela força do ecossistema de desenvolvedores.

Senhoras e senhores, sejam bem-vindos ao ano 1 do iPad e dos tablets.

Leia Mais

As Mídias Digitais Integradas -minha palestra no VII Mobile Breakfast

Por que ir trabalhar em mobile depois de tantos anos trabalhando com a Web? Qual o sentido disso? É algo que há 1 ano atrás realmente poderia soar estranho, mas depois do surgimento do iPad (primeiro tablet de venda expressiva) passou a ser fácil de responder. O tablet é o elo de ligação de todas as mídias digitais. Num mundo de ecossistemas e das interface touch, as plataformas estão mais integradas do que nunca e o que importa agora é essencialmente aquilo que é relevante para o usuário.

Abaixo está a apresentação que fiz hoje de manhã no VII Mobile Breakfast da Pontomobi, falando um pouco sobre isso.

As Mídias Digitais Integradas

View more presentations from Michel Lent

Leia Mais

O dia em que as capas de revista começaram a se mexer

Se você pensar bem, não tem absolutamente nada de novo nessa idéia, é apenas a junção de 1 com 2. Mas a Marie Claire lançou em dezembro de 2010 o que vem a ser a primeira capa em movimento da história. É com a atriz Emma Watson e basicamente o que ela faz é ficar na posição que marcaria a capa da foto, só que está em vídeo e se mexe um pouco. É um pequeno passo para uma capa de revista, um grande passo para a indústria das publicações! (Via Marcelo Castelo no Mobilepedia)

Leia Mais

A invasão dos tablets será a morte dos laptops?

De forma evolutiva, os computadores portáteis (laptops, notebooks e netbooks), vem ganhando mês a mês mais mercado dos desktops. Quantas pessoas você conhece que não tem mais desktop em casa e usam apenas um laptop? Mas após o anúncio do lançamento do iPad, as vendas de notebooks nos EUA despencaram de forma impressionante, como demonstra o gráfico abaixo.

Os números são parte de um estudo da Focus que tenta prever como se comportará o mercado de computadores nos próximos 5 anos e quanto espaço os tablets irão ocupar nesta nova configuração. Eles apostam em 23% de market share. Eu aposto em mais de 50%, mas com uma condição: os tablets não irão substituir outros computadores. Teremos outra relação com este tipo de equipamento, na maioria dos casos tendo um computador E um tablet, usando o primeiro para trabalho e o segundo puramente para lazer e comunicação. E você? Pensa como? (Via Debora Schach no BlueBus)

Veja o infográfico completo da Focus sobre o futuro do mercado de computadores.

Leia Mais

O iPad é a solução comercial para as revistas. Será? Veja o infográfico

O iPad foi considerado em seu lançamento como o grande potencial salvador da queda da circulação das revistas. Como plataforma digital (sem custo de impressão e distribuição) e com interatividade, seria um contra-ponto essencial na contra-mão da queda de vendas das revistas nas bancas. Mas agora que os primeiros números de vendas das revistas digitais saíram, parece que a solução ainda está longe de se concretizar. Isso já era sabido. A questão é o tamanho da disparidade. Para se equivaler com o mercado editorial impresso, será necessário vender 900 milhões de revistas para iPad, a um preço médio de US$4.99. O que dá uma média de 54 revistas por usuário de iPad por ano. É claro que o mercado vai crescer, mas será que a gente chega lá? Veja o infográfico publicado pelo The Wall. (Via BlueBus)

Leia Mais